BLOG

Especialistas em igualdade de gênero e promoção da saúde debatem sobre o tema em conferência mundial

Mujeres Noticias

Especialistas em igualdade de gênero e promoção da saúde participaram na última terça-feira (24) de um simpósio sobre o tema, durante a 22ª Conferência Mundial da Saúde, em Curitiba (PR). O debate foi moderado pelo Representante da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) no Brasil, Joaquín Molina, e contou com a presença de profissionais de saúde e da ONU Mulheres.

De acordo com a coordenadora da Unidade Técnica de Gênero, Família e Curso de Vida da OPAS/OMS, Haydee Padilla, as mulheres pagam de 16% a 40% a mais por assistência à saúde, proporcionam mais cuidados não remunerados que os homens (como assistência a familiares idosos) e têm mais necessidade de saúde não atendidas, no continente americano.

Segundo ela, embora ainda haja muito a ser feito, os países das Américas conseguiram importantes avanços. “Em uma pesquisa recente da OPAS/OMS, verificamos que 19 de 32 Estados adotaram políticas para gênero e saúde, 88% têm dados desagregados por sexo e idade, 53% têm dados desagregados por etnicidade e 56% comprometeram recursos para aumentar capacidades em gênero e saúde. Com informações detalhadas, somos mais assertivos no que fazemos e podemos evidenciar ante os tomadores de decisões quais os problemas e onde utilizar melhor os recursos”, afirmou.

Nesse sentido, a Representante do Escritório da ONU Mulheres no Brasil, Nadine Gasman, apresentou a pesquisa “Mais igualdade para as mulheres brasileiras: caminhos de transformação econômica e social”, com informações sobre renda, trabalho, saúde, violência, entre outros. “Mais da metade da população brasileira é formada por mulheres e negros. Por isso, precisamos falar de gênero e raça. Precisamos de ações afirmativas, fazer coisas especiais para as populações que estão ficando para trás, porque temos que caminhar todos juntos”, ressaltou.

O pesquisador e professor da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Marcos Nascimento afirmou que, quando se trata de gênero e masculinidade, não se podem esquecer questões como raça, etnia, pobreza e orientação sexual. “Não estamos falando apenas dos homens heterossexuais, mas de todos os homens”. Segundo ele, é necessário que a população masculina participe mais ativamente de temas como saúde reprodutiva. “Muitos homens não se preocupam com isso, como se reprodução fosse uma tarefa apenas da mulher”. Nascimento citou entre os momentos mais significativos para essa discussão a Conferência Internacional sobre Homens Jovens e Saúde, realizada em 2002. “A OPAS teve um papel preponderante naquele momento em relação à saúde dos adolescentes”, lembrou.

Para o psicólogo e ex-coordenador da Política Nacional de Atenção Integral da Saúde do Homem Eduardo Schwarz, o desafio de trabalhar com gênero é integrar o modelo biomédico com o bio-psico-social. “Cada homem é um universo e está dentro de um coletivo. Não estou falando só do homem branco, heterossexual, de classe média. Estou falando também de negros, das travestis, de pescadores, índios”, enumerou.

Já a professora do Departamento de Saúde Coletiva da Universidade Federal de Uberlândia Flávia Teixeira abordou a necessidade de uma linha de cuidado para a população trans e relatou a experiência que teve no Ambulatório Amélio Marques. “Para garantir o acesso aos serviços de saúde para pessoas trans, é ncessário que profissionais e serviços de saúde sejam, concomitantemente, competentes e respeitosos”. Segundo ela, o preconceito costuma fazer essa população adiar ao máximo o uso dos serviços de saúde e, assim, acessar mais os serviços de emergência. “É preciso capacitar os serviços de emergência porque é muitas vezes a porta de entrada delas e, em muitas situações, a única porta de entrada”.

Flávia também ressaltou a necessidade de não reduzir o/a transexual como “presa no corpo errado”. “Não se deve antecipar a demanda, deixe que a pessoa informe a queixa”. Também afirmou que as instalações físicas das unidades de saúde precisam estar adequadas para legitimar o reconhecimento dessa população nos serviços de saúde. “É o caso do acesso ao banheiro, da presença de cartazes, da conscientização de todos os profissionais, começando pelos responsáveis pela segurança e recepção. Com medidas como essas, você acaba com aquele sentimento de improviso e favor”, avalia.

 

Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS)

Últimos do Blog
Noticias

Gobierno de Bolivia entregará títulos de tierra a campesinos

Más
Noticias

Colombia. Los cinco precandidatos presidenciales que ya tiene el Pacto Histórico para 2022

Más
Noticias

Nito Cortizo aseguró que en su administración no se han realizado escuchas ilegales

Más
Noticias

Enrique Sánchez está enfocado en refundar el Partido Febrerista

Más
Noticias

PRI y PRD pierden más del 70% de su militancia

Más
Noticias

Legislativo de Ecuador instala mesa sobre demandada ley de educación

Más
Noticias

Castillo nombra a primer ministro de izquierda en Perú y deja pendiente al de Economía

Más
Noticias

Argentina passa a considerar cuidado materno como trabalho e garante direito à aposentadoria de 155 mil mulheres

Más
Noticias

PRD pide a ciudadanos no participar en la consulta popular del 1 de agosto

Más
Noticias

Bolsonaro emprende nueva reforma ministerial para sumar apoyos en el Congreso

Más
Noticias

La hora de Pedro Castillo

Más
Noticias

Colombia Humana, UP y MAIS se declararon en oposición a Claudia López

Más
Noticias

Proyectos que ha realizado la alcaldía de Claudia López

Más
Noticias

Presidente del partido de izquierdas uruguayo deja su cargo y llama a unión

Más
Noticias

Mónica Fein será precandidata a diputada nacional y enfrentará a la lista de Pablo Javkin

Más
Noticias

Narváez marca primeras diferencias con candidatura de Provoste: “La realidad que hemos visto, es que es una reacción a las encuestas”

Más
Noticias

Presidente del PS, Álvaro Elizalde, asegura que Narváez no bajará su candidatura en favor de Yasna Provoste

Más
Noticias

Nicaragua: el régimen continúa con la persecución a opositores y Ortega aseguró que “no hay espacio para la negociación”

Más
Noticias

Colas para hacerse con un hueso de carne: el hambre se dispara en Brasil

Más
Noticias

Sí Por México llama a PAN, PRI y PRD a buscar candidato de unidad para las elecciones de 2024

Más
Noticias

Pedro Castillo teje una red de apoyos para gobernar Perú en un escenario adverso

Más
Noticias

La Policía investiga a Bolsonaro por supuesta prevaricación en la pandemia

Más
Noticias

Gustavo Petro brasileño está cansado de que lo culpen de todo en Twitter

Más
Noticias

Claudia López acusa a Petro de ‘incendiar a Colombia’

Más
Noticias

Ex-ministro da Defesa da Bolívia planejou segundo golpe usando mercenários dos EUA

Más
Noticias

Cuba logra la primera vacuna latinoamericana con datos de efectividad al nivel de Pfizer y Moderna

Más
Noticias

Presentan en Ecuador propuesta para ley de aborto por violación

Más
Colombia

El Gobierno de Colombia acelera para ofrecer resultados en sus cien primeros días

Más
Perú

Pedro Castillo: «El problema de la corrupción se ha institucionalizado en todos los estamentos del Gobierno»

Más
Paraguay

Sospechan de incendio en TSJE: «Si no es un atentado, se le parece mucho»

Más